quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

ARTE MÓVEL 2011: Quadros e esculturas de bolso - Galeria João Pedro Rodrigues - Porto

Exposição colectiva: ARTE MÓVEL 2011 "QUADROS E ESCULTURAS DE BOLSO"
Inauguração: Sexta – 9 de Dezembro às 21H30
Até 16 de Janeiro de 2012


Título: "depois do banho"
Ano: 2011
Técnica: Acrílico sobre tela
Dimensões: 13 X 18 cm


Título: "porque paraste?"
Ano: 2011
Técnica: Acrílico sobre tela
Dimensões: 13 X 18 cm


Título: "engano"
Ano: 2011
Técnica: Acrílico sobre tela
Dimensões: 13 X 18 cm


Morada:
Rua Nossa Senhora de Fátima,268
4050-426 Porto
Telf: 22 017 35 96 - Tlm : 93 431 19 99
e-mail: galeria@joaopedrorodrigues.com


Horário de funcionamento
Terça a sexta feira 10h00/13h00 | 15h00/19h00
Sábado 15h00/19h00

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Exposição Coletiva "A Ceia" - Galeria Artes Solar Stº. António - Porto

Inauguração: quinta – 8 de Dezembro às 16H00
Até 14 de Janeiro de 2012

O meu trabalho:

Título: "a ceia"
Ano: 2011
Técnica: Acrílico sobre tela
Dimensões: 50 X 70 cm




Galeria Artes Solar Stº. António
Rua do Rosário, 84
4050-520 Porto
Tel./Fax.: 22 201 30 09
Email: geral.artes@gmail.com


Terça a Sexta - 10h30 às 13h - 14h00 às 19h30
Sábado - 11h00 às 13h00 - 14h00 às 20h00

sábado, 3 de dezembro de 2011

"Verdades subjectivas" - exposição colectiva - Sala Multiusos do Centro Cultural de Chaves

Inauguração: dia 3 de Dezembro, sábado às 21h30m, na Sala Multiusos do Centro Cultural de Chaves.
De 3 a 29 de Dezembro de 2011

De Isabel Padrão trabalhos




Artistas: AUGUSTO CANEDO, ANTÓNIO NOBRE, A. PIZARRO, ANTÓNIO VALENTE, FILIPE RODRIGUES, GINA, INÊS OSÓRIO, ISABEL PADRÃO, ISABEL LHANO, ISABEL MOURÃO ALVES, JOÃO PEDRO RODRIGUES, JORGE MARTINS, JOSÉ SILVA, LIZA PIRES, MARCO COSTA, MANUELA PIMENTEL, MUCHAGATA E VALTER HUGO MÃE

Local:
Centro Cultural de Chaves
Largo da Estação
Chaves

terça-feira, 29 de novembro de 2011

"Movimento excêntrico, sobre o trabalho de Isabel Padrão" valter hugo mãe




Movimento excêntrico, sobre o trabalho de Isabel Padrão
Valter Hugo Mãe

Há uma componente de aprisionamento na pintura de Isabel Padrão, uma certa ideia de gradeamento que se apõe à liberdade explosiva que não aceita submeter-se. Sugere-me um caos que algo procura confinar, já de todo impossível, mas que se estende como contaminando tudo. Chegamos a ver as estruturas geométricas igual fossem engenhos sofisticados para regrar o espaço, mas percebemos como vogam, ao invés de se encrostarem e efectivamente aprisionarem.
O tópico da contaminação pode ser o modo mais preciso para se pensar sobre muitas peças de Isabel Padrão. A profusão de formas e cores não é descontrolada, mas parece fazer a decomposição da imagem, como uma imagem improvável que apenas a aleatoriedade pode proporcionar. Aqui radica o efeito caótico que prevalece, por mais que estejamos sempre perante a exploração do padrão e de certa tentativa de uniformização de texturas que se interrompem umas às outras.
Nada parece puro, nada se expõe de maneira intocada. Cada elemento é ferido de algum modo, postergado, rasurado, rebaixado perante outra qualquer solicitação de forma e cor que invariavelmente se impõe. A contaminação de que Isabel Padrão é capaz propende para um infinito, e a tela mostra apenas uma espécie de versão razoável desse infinito. Como se a artista doseasse em cada trabalho a quantidade de informação em excesso que, afinal, tem o seu próprio equilíbrio. Toda a contaminação significa excesso e caos, neste caso, importante, há uma medida que faz como que regressar a imagem de um certo sentido explosivo dotada de uma beleza exuberante.
Podemos dizer que a prisão explode e que, no movimento excêntrico, estruturas, utilitários e decorações se dispersam diante dos nossos olhos numa quase euforia.
Por outro lado, o trabalho de Isabel Padrão está no seu esplendor botânico, diria que a mesclar o claramente orgânico e sinuoso com o geométrico, calculado, impossível de encontrar na natureza. Será para referenciar simultaneamente o que é dado e o que é conquistado, como natureza e engenho, ferindo tudo de uma perspectiva irónica que tanto leva o jogo ao decorativo como o torna labiríntico e profuso em significados.
Os labirintos em que resultam todas as peças são alcançados por justaposição, o que acarreta uma delicada manobra de perspectivas (por vezes quase em jeito arquitectónico, como edifícios insinuados) e uma ideia de tridimensionalidade que se assaca de uma imagem que é, acima de tudo, gráfica. É curioso que assim seja, porque o modo gráfico em que tudo está feito retira-lhe muita da potencial volumetria e leva constantemente o quadro ao domínio do desenho, mas não deixa de sugerir profundidade, precipício até, o que envolve o olhar num excepcional complexo de afirmações e negações.
A pintura de Isabel Padrão é destemida. Digo assim porque me interessa sempre o seu lado exuberante, provocador, que entre plantas e estruturas metálicas consegue ter muitas aproximações despudoradas, como exactamente ao sexo ou à religião, no caso desta exposição.
Para Isabel Padrão tudo é pop e tudo serve para discurso. Se a sua pintura fosse voz, seria ininterrupta, em alto volume, contundente. É magnífica. A pintura da Isabel Padrão é magnífica e traduz fielmente o multicolorido, benigno e maligno, da vida contemporânea.

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Inauguração da exposição "visto-me por dentro" - Fundação Amiarte - Porto

"visto-me por dentro"
Inauguração da minha exposição individual: Sexta-feira, dia 11 de Novembro, 21h30m (até às 23h30)
A exposição estará patente até 10 de Dezembro de 2011




Título: "não se deve aguentar"
Ano: 2011
Técnica: Acrílico sobre tela
Dimensões: 81 X 61 cm


Ver mapa maior


Fundação Amiarte
Rua da Lomba nº 153 / 159
4300-301 Porto, Portugal

amiarte@ami.org.pt
telefone: 225 100 701

ENTRADA LIVRE
Terça a sábado das 15h às 20h

quinta-feira, 12 de maio de 2011

Laurie Anderson - 5 de Junho 2011 - Casa da Música

LAURIE ANDERSON «DELUSION»
Casa da Música
DOMINGO | 5 JUNHO 2011
22:00, SALA SUGGIA

20 euros em http://www.casadamusica.com





Laurie Anderson "Delusion Highlights"

quinta-feira, 3 de março de 2011

Nina Hagen - 19 de Março de 2011 - Casa da Música - Clubbing

Nina Hagen
19 de Março de 2011 (sábado às 23h)
Concerto na Casa da Música - Clubbing Optimus
10 euros em http://www.casadamusica.com

Nina Hagen "Personal Jesus"


Nina Hagen "New York New York"


Nina Hagen "Unbeschreiblich weiblich"

domingo, 30 de janeiro de 2011

Moscow-Porto-Art-Express - Palacete Pinto Leite, Porto

Inauguração: dia 1 de Fevereiro, terça-feira às 21h (até às 24h).
De 1 a 15 de Fevereiro de 2011

Palacete Pinto Leite
Rua da Maternidade, 13, Porto

Entrada Livre
Segunda a Quinta: 13h00 – 20h00
Sexta e Sábado: 14h00 – 22h00
De Isabel Padrão trabalhos



Info-line: 915891840
Organizado pelo Arq. António Júlio Tavares com a parceria da Câmara Municipal do Porto

A Moscow-Porto-Art-Express constitui uma mostra interdisciplinar de seis artistas russas com pintura, escultura, fotografia, literatura poética e música, conjugando-as com quatro artistas portugueses e outros acessórios activos d´artes “ao vivo”. Esta iniciativa integra-se no Projecto de Intercâmbio Artístico-Cultural Luso-Russo no Porto e será um marco para futuros intercâmbios artísticos entre os dois países.

Artistas Convidados: Ekaterina Goncharova, Kristina Dikovitskaya, Isabel Padrão, Artur Rockzane, Gala Shatrun, Alexander Nekoth Sharapov, Tatyana Ryabinina, Sophie Balasheva, António Júlio F.Tavares, Iola Vale, Saphir Cristal, banda “Cristal” e “trapos com histórias” (para crianças).

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Exposição colectiva - Galeria Artes Solar Stº. António - Porto

Inauguração: Sábado – 22 de Janeiro às 16H00
Até 5 Março de 2011

Artistas: Isabel Padrão, Ângela Mathias, Hélder Sanhudo, José Emídio, Luís Zuluaga, Rodrigo Costa, Ruy Silva e Susana Piteira

Um dos meus trabalhos na exposição colectiva:

De Isabel Padrão trabalhos





Galeria Artes Solar Stº. António
Rua do Rosário, 84
4050-520 Porto
Tel./Fax.: 22 201 30 09
Email: geral.artes@gmail.com

domingo, 16 de janeiro de 2011

The Young Gods - 29 de Janeiro de 2011 - Concerto no Hard Club, Porto

The Young Gods
29 de Janeiro de 2011 (sábado às 22h)
Concerto no Hard Club, Porto
Já comprei o bilhete - 15 euros no site do Hard Club


The Young Gods "Gasoline Man"



The Young Gods "Lucidogen"